Os benefícios de anunciar na internet tornaram as empresas cada vez mais presentes nas plataformas digitais. Portanto, atingir sua persona através da publicidade online tornou-se uma tarefa mais complexa. Assim, qualquer estratégia de otimização, que permita comunicar-se de maneira mais assertiva com seu prospect, é válida. Existem muitas alternativas para melhorar o desempenho das suas campanhas, entre elas, está o Dark Post.

Com mais de 115 milhões de usuários brasileiros, o Facebook é uma das plataformas mais utilizadas por anunciantes. Ao criar um post patrocinado no Facebook Ads você pode atingir novos usuários e, assim, trazer resultados que variam de acordo com o objetivo da campanha. Mas, independentemente de se o objetivo é gerar tráfego ou conversões, qualificar o público que será captado é essencial para otimizar o investimento. Dado este cenário, começaremos a nos aprofundar nos Dark Posts e como eles podem ajudar nas conversões através da segmentação.

O que é Dark Post?

O nome “Dark Post” pode até trazer espanto e sensação de algo complexo, mas seu conceito é simples de entender. Veicular Dark Posts no Facebook Ads significa criar posts que não estarão visíveis na Time Line (ou feed de notícias) da sua página corporativa. Isto é, você cria a publicação em seu gerenciador de negócios, seleciona o público que deseja atingir, mas nem todos os usuários que acompanham sua página poderão ser alcançados.

O objetivo do Dark Post é trabalhar a segmentação de forma ainda mais radical. Considere que nem todos os consumidores que acompanham a sua página de forma orgânica possuem o mesmo perfil. Então o anúncio, que já possui recursos para selecionar pessoas por características ou interesses, passa a não permitir ou excluir a visualização de quem não se enquadra nas condições selecionada.

Quais os benefícios de fazer um Dark Post?

Suponha que você seja o responsável por criar anúncios para vender cursos de uma escola de Marketing Digital, ela os divide em três níveis de conhecimento: Básico, Intermediário e Avançado. Logo, a página da empresa concentra perfis diferentes de consumidores que, por sua vez, também exigem abordagens diferentes. Então, essas três personas exigem anúncios personalizados com linguagens diferentes.

Nessa situação, se não for utilizado a estratégia de Dark Post, além de entregar conteúdo irrelevante para parte dos seguidores, você estará denegrindo toda a imagem e engajamento construído com artigos e outras postagens orgânicas. Isso mesmo, coloque-se no lugar de um usuário que busca conteúdo relevante e gratuito e encontra seu Feed repleto de anúncios com objetivo de vender.    

Um exemplo de empresa que utiliza bem essa estratégia é o Rock-in-rio.  Por abranger praticamente todos os tipos de público (de Sandy até Rock Pesado), a página do evento precisa trabalhar forte a estratégia de segmentação e inclusive excluir, dentro do próprio público, determinados grupos, de acordo com a comunicação. Um fã de rock pesado por exemplo, pode não se sensibilizar ou até mesmo sentir-se repelido se for excessivamente impactado por uma mensagem de um artista que não curte.

As circunstâncias acima refletem um cenário cujo os usuários se diferem por interesses. Mas os Dark Posts podem ser efetivos na segmentação demográfica também. Se no mesmo contexto anterior, você for fazer um anúncio para um evento presencial em São Paulo, atingir seguidores de outras regiões pode causar rejeição.

Com exemplos fica mais fácil entender quais são os benefícios de veicular sua campanha de Facebook Ads através de Dark Posts. Ao investir seu orçamento em publicidade digital não esqueça que entregar conteúdo desinteressante à sua audiência será prejudicial para a imagem da sua marca.

Como fazer um Dark Post

Não há nenhuma complexidade em criar um Dark Post. Normalmente, como se você estivesse criando um anúncio, acesse o Gerenciador de Anúncios. Clique em “Publicações da Página”.

Fonte: mLabs.

Caso você for uma agência e administre mais de uma Fan Page, selecione página a qual pretende anunciar. Clique em “Publicações de Anúncios” e tenha acesso a um painel com todas postagens feitas até agora.

          Fonte: mLabs.

Na página que você se encontra agora, no canto superior direito, clique no botão azul “+ Criar Publicação”, defina as configurações, formato (Imagem, Vídeo, Carrossel, etc.), texto e a CTA (chamada para ação) da sua postagem.

Fonte: mLabs.

Até agora não há novidades, porém logo abaixo, selecione a opção “Use essa publicação somente em um anúncio.” e, enfim o seu dark post está criado.

                 Fonte: mLabs.

Por fim, para impulsioná-lo basta seguir o procedimento padrão, na página inicial do Gerenciador de Anúncios crie uma nova campanha, segmente o público, defina um orçamento e uma estratégia de lances. Só preste atenção na aba superior, utilize uma publicação existente e cole o número de identificação do Dark Post.

         Fonte: mLabs.

Caso você deseje que ele apareça futuramente em sua time line é só retornar em “Publicações da página”, selecionar o Dark Post, escolher “Ações” e publicar agora ou programar horário.

Visão Geral sobre o Dark Post

Apesar de descomplicado, o Dark Post ainda é pouco conhecido. Como vimos ao longo do artigo, ele mostra-se extremamente útil. Ele permite fazer testes e direcionar melhor as suas campanhas sem influência na estratégia orgânica. Contudo, criar um Dark Post não possui nenhuma relação com deixar de lado as boas práticas de Facebook Ads. Escolher boas imagens, textos, segmentar o público e sempre fazer testes continua sendo fundamental para entender o comportamento do consumidor.