Assim como tantas outras pessoas, você conta com aquela ideia de ouro para um de aplicativo em seu cérebro ? …mas você não tem ideia de como trazer isso tudo, assim como todo o potencial de lucro do seu app para a realidade ?

Existem vários programas de criação de aplicativos pela internet que podem ajudá-lo a transformar sua visão em realidade. Com um bom planejamento e trabalho árduo de sua parte, o processo tem tudo para dar certo.

Etapa 1: Defina uma meta.

Afaste-se de qualquer forma de tecnologia, pegue uma caneta e papel e defina o objetivo principal do que você deseja realizar. A linha de partida quando se fala em desenvolvimento de aplicativos é nada mais nada menos do que caneta e papel.

Não “mate” sua ideia já pensando em codificação e design complexos logo de cara. Faça as perguntas a si mesmo e então pense nas respostas:

• O que exatamente você quer que seu aplicativo faça?
• Como você vai apelar para os usuários aderirem ao seu app?
• Que problema isso vai resolver?
• Como isso simplificará a vida das pessoas?
• Como você vai comercializar seu aplicativo (se for o caso)?

Você não sobreviverá em nenhum negócio se não tiver metas bem definidas, ou melhor dizendo, claramente definidas! A falta de visão frustrará você e qualquer pessoa que você empregue para trabalhar em seu empreendimento.

Antes de fazer qualquer coisa, crie uma imagem clara do que você quer fazer!

Etapa 2: Crie painéis e desenhos de suas ideias.

Não! Você ainda não consegue ligar o seu computador (kkk). Agora você precisa usar a caneta e o papel com as respostas às perguntas sobre o propósito de seus aplicativos para desenvolver um esboço de como será.

Aqui você move suas ideias claramente expressas em representações visuais de seus pensamentos. Decida se você vai distribuir gratuitamente o seu aplicativo e oferecer anúncios para gerar dinheiro, ou oferecer como um download pago.

Etapa 3: Pesquise, pesquise e pesquise ainda mais.

Pesquisou? Pesquise mais um pouco.

Agora você pode ligar seu computador, mas não para começar a criar seu aplicativo. O trabalho braçal está longe de ser feito. Você tem que cavar fundo e pesquisar a concorrência da sua ideia.

Eu sei que você acha que tem uma ideia genuína, mas os números podem não estar a seu favor… é provável que alguém já tenha tentado algo semelhante.

Caso alguém já tenha lançado “a sua ideia”, você pode ver isso de duas maneiras. Uma delas é considerar que não vale à pena e então desistir, ou dois, você pode examinar a concorrência e melhorar seu aplicativo.

Eu prefiro o último, e se você está lendo até aqui, certamente também prefere.

Leia os comentários da competição. O que as pessoas gostam / não gostam do aplicativo. Em seguida, use essa informação para sua linha de partida. Volte para a etapa da “caneta e do papel” e então ajuste suas ideia de acordo com os dados coletados. Veja bem, dessa forma, não estamos matando a sua ideia só por que já existe alguém que já lançou algo semelhante. Considere que se você já parte do pressuposto de que se já existe alguém rodando o que você tem em mente, sua ideia pode “morrer antes mesmo de ter nascido”.

Depois de ler e modificar o seu esboço, sua pesquisa precisa mudar um pouco de foco. É hora de aproveitar o poder da Internet. Seu aplicativo é uma ideia realmente viável?

Veja onde você examinará as restrições de direitos autorais e possíveis retenções técnicas. Este passo é crucial porque vai poupar dinheiro no longo prazo.

Você não pode seguir em frente e gastar tempo com uma ideia que não vai funcionar. Descobrir todas as falhas e encontrar formas de contorná-las (observe que eu não disse desistir – “estamos falando apenas de uma dose de precaução”) para que você não precise voltar atrás.

Em seguida, mude seu foco de pesquisa para vendas e marketing. Você precisa parar para pensar e refletir em cima de seu esboço sobre como você vai ganhar dinheiro com seu aplicativo.

Você vai ficar com a sua ideia original ou vai mudá-la? Qual é o seu nicho? Você está fazendo marketing para adolescentes, pais, filhos, professores, viajantes, jogadores?

Determine esse público-alvo imediatamente. Isso ajudará você a diminuir as ideias de design e facilitar as tomadas de decisão e foco.

Depois de esgotar suas habilidades de previsão, você pode finalmente começar com as coisas divertidas. Comece a procurar ideias de design.

Etapa 4: Wire o quê? Wireframe!

No mundo da tecnologia, um wireframe é um storyboard glorificado. Aqui é onde você tira o seu esboço, sua ideia de design, e dá à sua imaginação um pouco mais de clareza e funcionalidade.

Isso se tornará a base para o desenvolvimento de seus aplicativos. Há pilhas de sites de wireframes que você pode usar para ajudá-lo a levar seus esboços à vida digital com funcionalidades, como cliques e ícones.

O truque é encontrar um que você goste e que seja fácil de usar.
Se você não conhece nenhum site de wire, confira estas ferramentas de wireframing:

http://www.axure.com
https://balsamiq.com
http://pidoco.com/
http://visio.microsoft.com/
http://www.adobe.com/products/indesign.html
http://iplotz.com/
https://evernote.com/penultimate/
https://www.omnigroup.com/
https://www.gliffy.com/

Etapa 5: Defina o back-end de seu aplicativo

Nesse ponto do desenvolvimento você tem um “storyboard” de como o aplicativo deve funcionar. Agora é hora de usar esse “storyboard” para começar a examinar a funcionalidade.

Usando seu wireframe, você precisa delinear seus servidores, APIs e diagramas de dados. Existem alguns grandes criadores de aplicativos do tipo "faça você mesmo" que podem fornecer as ferramentas auxiliar nesse processo. 
  
Independentemente do método que você escolher é primordial que diagramas claros sejam criados, pois são as bases e direções para todos os que trabalham em seu projeco. Se você encontrar dificuldades técnicas, você deve revisar seu wireframe.

Serviços de back-end:
https://www.parse.com/
http://www.applicasa.com/
http://www.kinvey.com/

Etapa 6: Checando o Modelo (Não funcional)

Aqui é onde você precisa aproveitar o feedback de seus amigos, colegas e contatos. Não perca tempo com pessoas que dirão: “Uau, isso é legal” (Portanto, isso pode excluir da sua pesquisa o seu pai e sua mãe certo ? Rs). Procure os sinceros e críticos. A honestidade brutal é crucial nesta fase.

Não tenha medo de olhar por cima do ombro enquanto eles verificam sua demonstração para ver como eles navegam nas coisas. Se você precisar revisar qualquer um dos layouts ou caminhos de navegação, faça isso.

Mantenha seus usuários em mente e tente seguir o pensamento deles, não o seu.

O Proto.io é uma ótima plataformas para prototipar seu aplicativo.

Seu objetivo final com esta etapa é finalizar a estrutura e a fundação de seus aplicativos. Você precisa ter o cérebro do seu aplicativo funcionando antes de começar a adicionar o design para evitar a frustração no final do processo.

Etapa 7: Construindo os pilares (A versão funcional)

Primeiro, seu desenvolvedor configurará seus servidores, bancos de dados e APIs. Se você estiver usando um criador de aplicativos do tipo “faça você mesmo”, isso será feito para você. Não se esqueça de refletir nos feedbacks que você recebeu de seus “validadores”.

Neste momento, é hora de se inscrever nas lojas. Você precisa criar uma conta no Google Play e na Apple para poder colocar seu aplicativo no mercado.

Pode levar alguns dias para passar pelo processo, por isso, não adie este passo.

Plataformas de criação de aplicativos:
http://www.kony.com
https://appery.io/
https://eachscape.com

Etapa 8: O Visual

Chegou a tão sonhada hora de empregar os designers para criar sua interface do usuário. A interface do usuário é uma parte muito importante do seu aplicativo, pois as pessoas são atraídas pela aparência das coisas e pela facilidade de navegação. Por meio do processo de design, você precisa manter em mente o feedback que recebeu de seus validadores e precisa garantir que o design e a navegação reflitam os comentários recebidos. Se você contratou um designer gráfico para o seu aplicativo, precisará ter capas de alta resolução ou telas visualmente atraentes com base em seu modelo idealizado.

Se você estiver usando um editor WYSIWYG, precisará escolher seu modelo e layout para suas telas. Lembre-se do feedback de teste ao desenvolver a aparência do seu aplicativo, afinal você está construindo para usuários, não para você!

Etapa 9: Modificando e Ajustando

Bom, você pegou seu protótipo para dar uma volta e aprendeu que ainda há alguns ajustes que você precisa fazer. Agora que você viu seu aplicativo em pleno funcionamento, é preciso chamar ajuda aos amigos, críticos, contatos e familiares mais uma vez e pedir que eles façam o mesmo, divulgando o seu app!

Peça às mesmas pessoas que visualizaram seu aplicativo na fase de desenvolvimento para examiná-lo também na fase de testes. Mais uma vez, abra-se a críticas construtivas e use o feedback em conformidade.

Por fim, peça ao desenvolvedor e ao designer para fazer alterações que você acha que são valiosas para o projeto

Etapa 11: Beta Test

Você analisou seu aplicativo por meio de várias lentes diferentes e acha que conseguiu desenvolver um produto de resolução de problemas que funciona de forma suave e é esteticamente agradável. Agora, você precisa examinar como seu aplicativo vai funcionar em um ambiente ao vivo.

O Android simplifica esse processo, enquanto o iOS gosta de manter as coisas em um ambiente controlado. Há prós e contras para ambas as abordagens, mas a questão é que você precisa pular um último aro.

Você pode simplesmente fazer o upload do seu arquivo de aplicativo em qualquer dispositivo Android e testá-lo em um ambiente ao vivo. A partir de agora, no processo de desenvolvimento de aplicativos para Android, você pode monitorar o progresso de seu desenvolvimento no seu dispositivo.

No entanto, o iOS exige que você use uma plataforma chamada TestFlight para testar seu aplicativo beta. A Apple é bastante minuciosa com as instruções para usar sua plataforma de teste beta.

Um ótimo recurso para esta opção de teste beta é que você pode convidar os testadores para revisar seu aplicativo antes de levá-lo ao vivo. É mais uma lente de usuário por meio da qual você pode visualizar seu aplicativo.

Pode levar alguns dias para passar pelo processo, por isso, não adie este passo.